REUNIÃO DE OBREIROS COM O BISPO EDIR MACEDO

Testemunhos de Cura na Reunião da Família dos Obreiros

Sintomas do joio e frutos do trigo – Estudo do Bispo Sérgio Correa

Com o passar dos 34 anos, a igreja cresceu de uma forma gloriosa, e todos nós, que acompanhamos esse trabalho, temos vivido essa alegria e satisfação de ver os celeiros de Deus cheios de frutos das sementes que foram plantadas com muito sacrifício e dor. No entanto, com o passar dos anos, além do trigo cresceu o joio. Observamos que a Igreja Universal segue os passos do Senhor Jesus em todos os sentidos: nas vitórias, nas maravilhas, nas perseguições, nas tribulações, nos verdadeiros e nos falsos seguidores de Jesus.

O trigo e o joio sempre estiveram presentes entre aqueles que se dizem de Deus. Mas como identificá-los, se são tão parecidos? Em um campo que se estende por todo o mundo, no qual encontramos frequentadores, membros, obreiros, pastores e bispos, quem é quem?

Sintomas do Joio
 1- Uma das características mais comuns do joio é a hipocrisia, ele não é verdadeiro, não é autêntico, as palavras que saem de sua boca não correspondem ao que está no coração. “Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e iniquidade.” Mateus 23.28
2- Humildade: esta palavra não existe no dicionário do joio. Observe que, se você segurar em uma das mãos, o joio é ereto, porque não há fruto dentro dele que pese e o faça curvar-se. O joio sempre se considera melhor do que os outros, nada do que os outros façam tem valor. O joio tem olhar altivo, ou seja, está sempre olhando os outros de cima para baixo, o orgulho lhe é peculiar, veja a situação do fariseu e do publicano, Lucas 18.9-14.
3- É muito comum o joio fazer de tudo para prejudicar o trigo, a ponto de torturá-lo com calúnias e difamações, tentando destruí-lo, mas sempre de uma forma sorrateira e camuflada, mostrando-se sereno por fora, porém venenoso por dentro. A exemplo de Judas, que durante três anos conviveu com Jesus e os discípulos, e nenhum deles, exceto o nosso Senhor, é claro, percebeu sua verdadeira identidade de traidor e hipócrita.
Frutos do Trigo 
1- Já o trigo tem como característica marcante sua autenticidade. Ele é verdadeiro, sincero, de uma só palavra, “sim sim, não não”, sua vida é um livro aberto, pois ele é transparente em tudo. Afinal, o Espírito de Deus é quem habita nele, sua luz brilha de tal modo diante dos homens, que glorifica o Pai celestial em suas atitudes e até ilumina quem está ao seu redor. Mateus 5.14-16
2- Os frutos do trigo fazem a diferença entre ele e o joio, e com o peso desses frutos, o trigo acaba se curvando. Observe, quanto mais frutos do Espírito Santo no trigo, mais ele reconhece a grandeza de Deus em sua vida, diminuindo-se a cada dia, ele se enxerga como um bisturi nas mãos de um cirurgião. Veja que numa cirurgia bem-sucedida, o paciente sempre dirige seus elogios ao médico-cirurgião e nunca ao bisturi, ou à pinça, ou à tesoura que ele usou, não é verdade? Então, o trigo reconhece que precisa estar sempre bem afiado e esterilizado para ser usado pelo seu Criador.
 3- A exemplo do Senhor Jesus, o trigo foi, é e sempre será perseguido, seja por aqueles que estão fora ou dentro, pois, ele segue firmemente as pegadas do seu Senhor, o qual já havia previsto isso em João 15.18-21.
 Voltando a falar do joio, ele se morde de inveja ao ver os frutos do trigo enchendo os celeiros do reino do nosso Deus, e aí se torna um aliado do diabo para perseguir e tentar prejudicar o trigo. Você é trigo ou é joio? Quem o plantou no campo da fé? Pense nisto.
Deus abençoe a todos.
Bispo Sérgio Correa

Programa Completo “OBREIROS EM FOCO” – Bispo Sérgio Correa – 08/05/12

Eles não acreditavam que eram demônios na IGREJA UNIVERSAL – IURD

Este filme necessita de Adobe Flash para ser reproduzido.

SP: Vigilia do Resgate não será mais no Sambódromo

Novidade: A ” Vigilia do Resgate ” de SP no dia 09/03 ás 23h com os Obreiros, Jovens e Evangelistas não mais será no Sambódromo e sim nas Catedrais que tem vídeo-conferencia.

Ex: Na capital, a IURD da João Dias, Brás ou Santo André.

Bispo da Igreja Universal expulsa demônio pelo Nextel

Igreja Universal lota Sambódromo do Anhembi em São Paulo

O Pólo Cultural e Esportivo Grande Otelo, mais conhecido como Sambódromo do Anhembi, sede do Carnaval paulista, na noite desta sexta-feira (9), recebeu mais de 50 mil pessoas de todo o estado de São Paulo, que se dirigiram ao local não apenas para viverem alguns momentos de alegria, mas para receberem a pura energia que vem do Espírito Santo, na Caravana do Resgate- evento cujo objetivo é ajudar espiritualmente aqueles que um dia fizeram parte da Obra de Deus e acabaram se afastando.

Logo no início do encontro, o bispo Sergio Correa (foto) e o bispo Jadson Santos oraram forte pelos afastados, quando na ocasião, aproximadamente 500 pessoas manifestaram com espíritos malignos e, semelhantemente ao que era feito na época de Jesus, foram libertas pela fé.

Após a expulsão do mal, bispo Sergio fez referência aos discípulos Pedro e Judas, que como milhares que estavam ouvindo a mensagem, também pecaram, porém, após o erro, ambos tomaram decisões diferentes. “Judas negou Jesus e sentiu remorso, sentimento que o fez se matar, já Pedro teve um sincero arrependimento, que fez dele um exemplo a ser seguido por cristãos de todo o mundo.”

 

A forte chuva que caía sobre a cidade durante todo o dia só fez aumentar ainda mais a fé dos participantes, que chegavam louvando a Deus pela megaconcentração, que começou às 23h30 e terminou antes das 4 horas da manhã do sábado (10). Nem a torção no pé que sofreu horas antes da vigília fez com que o obreiro da região de São Miguel Paulista, Marcelo Gomes, de 37 anos, desistisse de participar da concentração. Mancando, ele chegou apoiado na esposa, Janaína Gomes, de 27 anos, também obreira, que deixou o filho de 5 anos aos cuidados de um familiar, para acompanhar o marido. “Nada poderia impedir de estarmos aqui, pois viemos em busca de uma renovação espiritual”, afirma.

Foi exatamente isso que fez Lucio Martins (foto), de 40 anos, hoje, empresário e obreiro do Jardim Thomas, zona sul da capital paulista. Ele conta que, anos atrás, foi até o templo armado, preparado para realizar um assalto. “Eu e meu parceiro estávamos decididos a praticar o roubo, porém um dia antes do ato, ele foi preso. Mesmo assim, eu, sozinho, dei continuidade ao plano. Entretanto, quando comecei a prestar atenção nas palavras do pastor, pensei que ele conhecia toda a minha vida, pois, por incrível que pareça, elas eram todas para mim”, lembra.

Os planos dele se frustraram, mas o de Deus parece que estava apenas começando. Em pouco tempo ele se libertou dos vícios das drogas, abandonou o tráfico e foi levantado a obreiro.

Mas, após 8 anos ativo na Obra de Deus, o empresário deixou que o trabalho consumisse todo o tempo dele, e a frequência às reuniões já não era mais a mesma. Como consequência, ele acabou se afastando tanto da igreja e também da presença do Altíssimo. “Afastado, eu voltei a usar drogas e a me envolver com pessoas erradas. Eu sabia que estava desagradando a Deus, mas não tinha forças para voltar” destaca.

O assassinato do primo de Martins, alvejado por 8 tiros por um colega, e o susto de ter a mesma arma apontada para ele, fez com que refletisse a respeito da vida que estava levando. “Após matar o meu primo, a pessoa atirou também em mim, mas as balas não saiam, a arma travou. Naquele momento, eu percebi que precisava voltar para Deus”, conta.

 

Quando regressou, o ex-obreiro teve a mesma atitude do apóstolo Pedro, não se importou com o passado de iniquidades, mas se entregou para o Senhor Jesus de corpo, alma e espírito. “Faz 8 anos que voltei, me libertei verdadeiramente e tive um encontro com Deus. Agora, o meu maior desejo é de salvar também aqueles que estão perdidos como eu estava. Essa concentração é para promover um avivamento na Obra de Deus”, afirma.

Antes e depois

Sem se importar com a garoa que insistia em cair no Anhembi, a multidão continuou madrugada adentro buscando o Espírito Santo; data que ficará marcada para sempre na vida dos milhares presentes, a exemplo da cozinheira Ângela Nascimento (foto), de 45 anos, que, com lágrimas nos olhos e uma inquietação profunda, resistiu ao cansaço físico e regressou a fé, após 9 anos distante. “Eu estava aguardando pela reunião, mas ao mesmo tempo sentia vontade de sair correndo daqui, porque achava que para mim não teria mais jeito. As palavras, os louvores e a busca pelo Espírito Santo mostraram-me que ainda sou amada por Deus. Tomei uma decisão, voltei para Deus, hoje. Estou leve, sei que fui perdoada”, comemora com um semblante bem diferente do começo do encontro, desta vez, não mais triste e oprimido, mas resplandecendo alegria, com um belo sorriso.

Fonte: Arca Universal

Entrevista com o bispo Sérgio Correa

No auge da carreira, atleta abandona o futebol para atender ao chamado de Deus. Ele fala sobre a busca pelo sucesso profissional e a realização em fazer parte da família Igreja Universal

O semblante sério logo é substituído pelo olhar atencioso de quem parece estar sempre pronto a servir. Assim é o Bispo Sérgio dos Santos Correa, 46 anos. Nascido na capital do Rio de Janeiro (RJ), ele é, atualmente, o responsável pelo trabalho evangelístico da Igreja Universal do Reino de Deus no estado de Alagoas, atividade que exerce junto com a esposa Daisy Baptista Correa, com quem é casado há 24 anos, e o filho Victor Correa.

O pai era gráfico e a mãe uma dona de casa que engravidou dele quando já estava com 40 anos de idade. Uma família oficialmente católica, durante a semana, e frequentadora das casas de encostos, às sextas-feiras. Em entrevista exclusiva, o Bispo Sérgio Correa fala sobre o passado de sofrimento, o período em que foi jogador de futebol profissional e a realização de servir a Deus.

Leia o resto deste artigo »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.506 outros seguidores