10 sinais de quem está perdendo a Unção

1. Não tem prazer em evangelizar: Como é que a pessoa, sendo de Deus, não tem prazer em falar dele? Por vezes, podem existir sentimentos de vergonha e timidez, porque não domina a língua corretamente e pensa que não sabe fazer-se entender. Se a pessoa não vence estes sentimentos, prova que ela perdeu a unção.

2. Não tem prazer em atender as pessoas: São aqueles que foram chamados para servir o povo, mas não têm prazer de o ouvir, porque se sentem incapazes de dar o conselho que o povo precisa.

3. Não tem visão de ser usado grandiosamente: Todo o ungido tem o desejo de ser “usado grandiosamente”, o que não significa título ou posição, mas sim, dispor-se para servir conforme a necessidade que a Obra de Deus exige. Se perder a unção perde a visão, como foi o caso de Sansão, pois, apesar de ser forte fisicamente foi limitado por ter perdido a visão quando perdeu a unção, por se ter rendido às emoções.

4. Não tem revolta contra o diabo e os seus feitos: Estas pessoas mostram-se indiferentes e insensíveis ao sofrimento alheio e é quando o diabo deixa de ser inimigo. Para elas, é como se o diabo  tivesse se convertido ou as portas do inferno estivessem fechadas.

5. Tem medo de desafios: Para elas, o simples torna-se difícil, sempre dá desculpas pois não vê os desafios como oportunidades. Ela não se sente segura na batalha; mudança de Igreja, mais responsabilidades, novo idioma, distante da família e tem medo de sair da zona confortável.

6. Não se submete às autoridades: Sejam estas autoridades eclesiásticas ou não eclesiásticas. Se uma ordem é dada e caso não comprometa a minha fé em Cristo, devo obedecer.

7. O orgulho: Deus é humilde, a essência de Deus é a humildade e todos os seus servos são humildes. O orgulhoso só quer ensinar, mas o humilde quer praticar.

8. Passa a ter projetos pessoais: A pessoa fica preocupada com o seu futuro e da sua família. Ela quer sentir-se segura tendo bens, como uma casa, por exemplo. Nós passamos por lutas porque Deus tem que estar em evidência. Nós não temos nada mas, ao mesmo tempo, temos tudo, tudo o que é nosso é de Deus e o que é de Deus é nosso.

 9. Considera-se insubstituível: Ninguém é insubstituível, por mais que tenha habilidades, capacidades, condições, méritos, sempre existe alguém para substituí-la. Moisés foi substituído por Josué, Eli por Elias, Elias por Eliseu. Somente a unção é insubstituível.

10. Acha que merece ser reconhecido e bem remunerado: Ele acha que a Igreja tem que reconhecer o seu trabalho. Nunca está satisfeito e sempre fica à espera de méritos. Aqueles que esperam méritos dos homens não terão a recompensa de Deus. A unção não se impõe, mas revela-se.

O Batismo no Espirito Santo é fruto de um Desejo Ardente

O bispo Macedo explica quais as atitudes que o cristão deve ter para receber o Espírito Santo

Como e quando acontece o batismo com o Espírito Santo?

O batismo com o Espírito Santo nunca acontece por acaso; é, pelo contrário, fruto de um ardente desejo de se conhecer e servir melhor ao Senhor Jesus. O centurião Cornélio é um claro exemplo disso, pois a Bíblia assim o apresenta: “Morava em Cesaréia um homem de nome Cornélio, centurião da corte chamada Italiana, piedoso e temente a Deus com toda a sua casa e que fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus.”( Atos 10.1,2)

 

Não foram as esmolas de Cornélio que lhe deram condições de receber o batismo com o Espírito Santo. O seu caráter temente a Deus, somado às suas orações, capacitou-o a ser visitado, ele e toda a sua casa, pelo Espírito de Deus. As esmolas simplesmente expressaram seu o caráter liberal, uma característica de todos aqueles cujos corações estão realmente disponíveis nas mãos de Deus.

 

Não somos nós que ditamos as regras de como e quando seremos batizados com o Espírito Santo, mas o próprio Deus, na Pessoa do Senhor Jesus.

 

A Bíblia nos afirma que Ele procura pessoas de fé, a fim de manifestar a Sua glória neste mundo. Quando alguém busca fazer a vontade de Deus com jejuns, orações, vigílias e outras atitudes, o Senhor Jesus Se incumbe de lhe encher com o Seu Espírito, como se tomasse a pessoa nas mãos e a imergisse nas águas do Espírito.

 

O que acontece após o batismo com o Espírito Santo?

Após o batismo com o Espírito Santo é normal acontecer o batismo com fogo: “Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.” (Mateus 3.11)

O batismo com fogo é uma provação severa após o batismo com o Espírito Santo, cujo objetivo é, talvez, não permitir que a pessoa venha a ter orgulho ou vaidade espiritual na sua vida.

Além disso, conscientiza o cristão da sua nova capacidade espiritual, graças ao revestimento dado pelo Espírito Santo para enfrentar toda e qualquer provação desta vida e, ainda assim, continuar inabalável na fé.

Este revestimento nos dá a garantia da ressurreição e da vida eterna, conforme o apóstolo Paulo admoesta os cristãos romanos: “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça.

Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita.” (Romanos 8.9-11)

Não é comum acontecer o batismo com o Espírito Santo antes do batismo nas águas; o Batizador, porém, é o Senhor Jesus e Ele age como melhor Lhe apraz. A ordem natural, entretanto, é: crer no Senhor Jesus como único Salvador e ser batizado nas águas por imersão, em o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme a ordem do Senhor: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.” (Mateus 28.19,20)

 

*Retirado do livro Estudo Bíblico, do bispo Edir Macedo

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.665 outros seguidores