ISSO É O EVANGELHO

Convido a todos a assisitirem e compartilharem esse video com seus amigos.
Entenda em 5 minutos a mensagem do verdadeiro Evangelho de Cristo!
Assista 1, 2, 3… quantas vezes for necessário!

CARA, O MUNDO PRECISA SABER DISSO!

Batismo nas tropas do Iraque

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mateus 28:19)

Porque não se deve batizar os bebês recém-nascidos?

 
Há muita confusão sobre o batismo nas várias denominações cristãs. Contudo, isto não é resultado de uma mensagem bíblica confusa a respeito do batismo. A Bíblia é bastante clara sobre o que é o batismo, a quem se destina e seu alcance. Na Bíblia, somente crentes que já colocaram sua fé em Cristo foram batizados, como testemunho público de sua fé e identificação com Ele (Atos 2:38; Romanos 6:3-4). O batismo nas águas por imersão é um passo de obediência após a fé em Cristo. É uma proclamação de fé em Cristo, uma afirmação de submissão a Ele e uma identificação com Sua morte, sepultamento e ressurreição.

Com isto em vista, o batismo de bebês não é uma prática bíblica. Um bebê não pode colocar sua fé em Cristo. Um bebê não pode tomar uma decisão consciente em obedecer a Cristo. Um bebê não consegue compreender o que o batismo nas águas simboliza. A Bíblia não registra nenhum bebê sendo batizado. O batismo de bebês é a origem dos métodos de batismo por aspersão e efusão (derramamento de água), pois não seria inteligente ou prudente imergir um bebê na água. Mesmo o método do batismo de bebês falha em concordar com a Bíblia. Como o derramamento ou aspersão de água poderiam ilustrar a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo?

Muitos cristãos que praticam o batismo em bebês o fazem por compreender que o batismo em bebês seja uma nova aliança equivalente à circuncisão. Sob esta ótica, assim como a circuncisão uniu o pacto hebreu com o abraâmico e mosaico, o batismo uniu a pessoa com a Nova Aliança de salvação através de Jesus Cristo. Esta visão não é bíblica. Em nenhum lugar O Novo Testamento conecta o batismo à circuncisão. O Novo Testamento, em nenhum lugar, descreve o batismo como um sinal da Nova Aliança. É a fé em Jesus Cristo que capacita a pessoa a gozar das bênçãos da Nova Aliança (I Coríntios 11:25; II Coríntios 3:6; Hebreus 9:15).

O batismo não salva a pessoa. Não importa se você foi batizado por imersão, efusão ou aspersão – se você, primeiro, não confiou em Cristo para sua salvação, o batismo (não importa o método) não tem qualquer significado ou serventia. O batismo nas águas por imersão é um passo de obediência a ser feito após a salvação como pública profissão de fé em Cristo e identificação com Ele. O batismo de bebês não se encaixa na definição bíblica de batismo ou no método bíblico de batismo. Se os pais cristãos desejam dedicar seu bebê a Cristo, neste caso um culto para a dedicação do bebê será completamente adequado. Contudo, mesmo se os bebês forem dedicados ao Senhor, quando crescerem deverão fazer uma decisão pessoal de crer em Jesus Cristo para assim serem salvos.

O que você deve saber sobre o Batismo no Espírito Santo

“Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.” At 1.5
Uma das doutrinas principais das Escrituras é o batismo no Espírito Santo. A respeito do batismo no Espírito Santo, a Palavra de Deus ensina o seguinte: 

1. O batismo no Espírito é para todos que professam sua fé em Cristo; que nasceram de novo, e, assim, receberam o Espírito Santo para neles habitar. 

2. Um dos alvos principais de Cristo na sua missão terrena foi batizar seu povo no Espírito (Mt 3.11; Mc 1.8; Lc 3.16; Jo 1.33). Ele ordenou aos discípulos não começarem a testemunhar até que fossem batizados no Espírito Santo e revestidos do poder do alto (Lc 24.49; At 1.4,5,8). 

3. O batismo no Espírito Santo é uma obra distinta e à parte da regeneração (Novo Nascimento), também por Ele efetuada. Assim como a obra santificadora do Espírito é distinta e completiva em relação à obra regeneradora do mesmo Espírito, assim também o batismo no Espírito complementa a obra regeneradora e santificadora do Espírito. No mesmo dia em que Jesus ressuscitou, Ele assoprou sobre seus discípulos e disse: “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20.22), indicando que a regeneração (Novo Nascimento) e a nova vida estavam-lhes sendo concedidas. Depois, Ele lhes disse que também deviam ser “revestidos de poder” pelo Espírito Santo (Lc 24.49; cf. At 1.5,8). Portanto, este batismo é uma experiência subseqüente à regeneração (Novo Nascimento). 

4. Ser batizado no Espírito significa experimentar a plenitude do Espírito, (cf. 1.5; 2.4). Este batismo teria lugar somente a partir do dia de Pentecoste. Quanto aos que foram cheios do Espírito Santo antes do dia de Pentecoste (e.g. Lc 1.15,67), Lucas não emprega a expressão “batizados no Espírito Santo”. Este evento só ocorreria depois da ascensão de Cristo (1.2-5; Lc 24.49-51, Jo 16.7-14). 

5. O livro de Atos descreve o falar noutras línguas como o sinal inicial do batismo no Espírito Santo (2.4; 10.45,46; 19.6). 

6. O batismo no Espírito Santo outorgará ao crente ousadia e poder celestial para este realizar grandes obras em nome de Cristo e ter eficácia no seu testemunho e pregação (cf. 1.8; 2.14-41; 4.31; 6.8; Rm 15.18,19; 1Co 2.4). Esse poder não se trata de uma força impessoal, mas de uma manifestação do Espírito Santo, na qual a presença, a glória e a operação de Jesus estão presentes com seu povo (Jo 14.16-18; 16.14; 1Co 12.7). 

7. Outros resultados do genuíno batismo no Espírito Santo são: 

a. mensagens proféticas e louvores (2.4, 17; 10.46; 1Co 14.2,15);

 b. maior sensibilidade contra o pecado que entristece o Espírito Santo, uma maior busca da retidão e uma percepção mais profunda do juízo divino contra a impiedade (ver Jo 16.8; At 1.8); 

c. uma vida que glorifica a Jesus Cristo (Jo 16.13,14; At 4.33); 

d. visão da parte do Espírito (2.17); 

e. manifestação dos vários dons do Espírito Santo (1Co 12.4-10); 

f. maior desejo de orar e interceder (2.41,42; 3.1; 4.23-31; 6.4; 10.9; Rm 8.26); 

g. maior amor à Palavra de Deus e melhor compreensão dela (Jo 16.13; At 2.42); e

 h. uma convicção cada vez maior de Deus como nosso Pai (At 1.4; Rm 8.15; Gl 4.6). 

8. A Palavra de Deus cita várias condições prévias para o batismo no Espírito Santo. 

a. Devemos aceitar pela fé a Jesus Cristo como Senhor e Salvador e apartar-nos do pecado e do mundo (2.38-40; 8.12-17). Isto importa em submeter a Deus a nossa vontade (“àqueles que lhe obedecem”, 5.32). Devemos abandonar tudo o que ofende a Deus, para então podermos ser “vaso para honra, santificado e idôneo para o uso do Senhor” (2Tm 2.21). 

b. É preciso querer o batismo. O crente deve ter grande fome e sede pelo batismo no Espírito Santo (Jo 7.37-39; cf. Is 44.3; Mt 5.6; 6.33). 

c. Muitos recebem o batismo como resposta à oração neste sentido (Lc 11.13; At 1.14; 2.1-4; 4.31; 8.15,17). 

d. Devemos esperar convictos que Deus nos batizará no Espírito Santo (Mc 11.24; At 1.4,5). 

9. O batismo no Espírito Santo permanece na vida do crente mediante a oração (4.31), o testemunho (4.31, 33), a adoração no Espírito (Ef 5.18,19) e uma vida santificada (ver Ef 5.18 notas). Por mais poderosa que seja a experiência inicial do batismo no Espírito Santo sobre o crente, se ela não for expressa numa vida de oração, de testemunho e de santidade, logo se tornará numa glória desvanecente. 

10. O batismo no Espírito Santo ocorre uma só vez na vida do crente e move-o à consagração à obra de Deus, para, assim, testemunhar com poder e retidão. A Bíblia fala de renovações posteriores ao batismo inicial do Espírito Santo (ver 4.31 nota; cf. 2.4; 4.8, 31; 13.9; Ef 5.18). O batismo no Espírito, portanto, conduz o crente a um relacionamento com o Espírito, que deve ser renovado (4.31) e conservado (Ef 5.18).

Autor: Donald Stamps foi missionário no Brasil, autor da Bíblia de Estudo Pentecostal e Mestre em Teologia.

Igreja Universal batiza 17 mil pessoas na Angola

A Igreja Universal do Reino de Deus realizou um megabatismo na Angola batizando 17 mil pessoas. O evento aconteceu recentemente na praia do Morro dos Veados, na capital Luanda.

Na ocasião, o bispo Augusto Dias, responsável pelo trabalho da Igreja Universal no país, falou sobre a importância do ato: “Nós estamos aqui para sepultar o velho homem. Nesta tarde, vai se iniciar uma nova história para as suas vidas, de forma individual. Não existe pregação do Evangelho sem o batismo. Ele é um ato de fé, para quem assume o Senhor Jesus Cristo publicamente.”

Além da necessidade do batismo nas águas, o bispo ressaltou também a importância do Espírito Santo, já que a IURD estava no propósito dos 21 dias do Jejum de Daniel. Ainda sobre esse tema o o bispo fez o seguinte comentário: “O fato de a pessoa ser batizada, quer seja nas águas, quer seja com o Espírito Santo, não a isenta de ter problemas. Porém, quando a pessoa recebe o Espírito Santo, ela passa a ter força dentro de si, passa a encarar os problemas de maneira completamente diferente. Vocês sabem por que muitos entram em desespero? Porque não têm em quem confiar. O cristão batizado com o Espírito Santo pode até passar por situações difíceis, mas sabe que Deus vai livrá-lo”, completou.

A Igreja Universal do Reino de Deus realizou um megabatismo na Angola batizando 17 mil pessoas. O evento aconteceu recentemente na praia do Morro dos Veados, na capital Luanda.

Na ocasião, o bispo Augusto Dias, responsável pelo trabalho da Igreja Universal no país, falou sobre a importância do ato: “Nós estamos aqui para sepultar o velho homem. Nesta tarde, vai se iniciar uma nova história para as suas vidas, de forma individual. Não existe pregação do Evangelho sem o batismo. Ele é um ato de fé, para quem assume o Senhor Jesus Cristo publicamente.”

Além da necessidade do batismo nas águas, o bispo ressaltou também a importância do Espírito Santo, já que a IURD está no propósito dos 21 dias do Jejum de Daniel. Ainda sobre esse tema o o bispo fez o seguinte comentário: “O fato de a pessoa ser batizada, quer seja nas águas, quer seja com o Espírito Santo, não a isenta de ter problemas. Porém, quando a pessoa recebe o Espírito Santo, ela passa a ter força dentro de si, passa a encarar os problemas de maneira completamente diferente. Vocês sabem por que muitos entram em desespero? Porque não têm em quem confiar. O cristão batizado com o Espírito Santo pode até passar por situações difíceis, mas sabe que Deus vai livrá-lo”, completou.

Caravana Atos dos Apóstolos na Cidade Nova 7

No dia 27 da Agosto a Força Jovem CN7 estará recebendo a Caravana Atos dos Apóstolos. Um trabalho que está sendo realizado no Brasil inteiro e tem chamado a atenção de centenas de jovens, à atitude de ter uma vida com Deus.

Será realizada a oração da libertação; batismo nas águas, busca pelo Espírito Santo, e uma oração especial por aqueles que desejam fazer a obra de Deus como obreiros ou pastores.

Contaremos coma presença de TODAS AS IGREJAS DE ANANINDEUA e mais o Força Jovem do CENÁCULO MAIOR DO ENTRONCAMENTO.

O evento será realizado na Igreja Regional da Cidade Nova 7. ( CN7, SN 21, à 100m do corpo de Bombeiros)

Apresentações:

  • Força Dance Cidade Nova 7 ( ganhadores da 4ª Batalha de Dança do I Semestre)
  • Cia de Teatro Cidade Nova 7
  • Bandas

Via Blog Cidade Nova 7

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.686 outros seguidores