Cura de leucemia (câncer no Sangue) na Igreja Universal

“Médico afirmou que somente um milagre poderia salvar minha filha do câncer”

“A leucemia é uma neoplasia maligna que se instala nos glóbulos brancos e geralmente é de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células jovens anormais, na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais”, explica a oncologista Alayde Vieira Vanderley, do departamento de Oncologia Pediátrica do Hospital Ophir Loyola, de Belém do Pará.

 

Os sintomas  da doença podem ocasionar anemia, falta de ar, fadiga e dores nos ossos.

 

O câncer no Brasil atinge entre 12 mil e 13 mil crianças, anualmente. Cerca de 70% das crianças de faixa etária pediátrica com câncer podem ser curadas, se diagnosticadas precocemente. De acordo com a médica Alayde Vieira, as crianças são as que mais sofrem com a doença. “A quimioterapia é dolorosa e prolongada. Os efeitos dos medicamentos causam feridas na boca, enfraquecimento e queda da imunidade. O tratamento dura no mínimo 2 anos. Durante esse período a criança e a família renunciam ao convívio social para se dedicar à medicação”, explica a oncologista.

 

Poder da fé

 

De acordo com a recepcionista Suellen da Silva Souza, de 25 anos, o câncer da filha Mayanne Lívia, de 8, já estava avançado, pois, segundo os médicos, 95% de blastos (células anormais) haviam comprometido o sangue.

 

“Minha filha ficou com o corpo todo inchado, mal conseguia enxergar. Teve febre durante 1 mês e não havia remédio para diminuir a temperatura e amenizar os sintomas”, lembra.

 

Suellen conta que, até então, os médicos não revelaram o diagnóstico da filha, apenas pediram autorização para interná-la, a fim de realizar novos exames. A doença só foi diagnosticada após o agravamento da mesma e a necessidade de encaminhá-la ao hospital público Ophir Loyola, especializado em tratamentos de câncer, em Belém do Pará.

 

“Mayanne passou pelo tratamento de quimioterapia, ficando totalmente careca e debilitada. Passou por mais dez sessões e teve três paradas respiratórias. Dependia de aparelhos para respirar. Um dos médicos confessou que somente um milagre poderia salvá-la.” E foi realmente o poder de Deus que operou esse milagre, depois que perseverou em oração na Igreja Universal. “Hoje, Mayanne é uma criança saudável, inteligente e estudiosa. Os médicos admiram a resistência física dela, pois não restou sequela alguma da doença”, testemunha Suellen.

IGREJA UNIVERSAL – ONDE O MILAGRE É COISA NATURAL
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.678 outros seguidores